outubro 28, 2005

A memória é aquela tia que aparece de surpresa para jantar

Depois de ouvir o prof. aníbal ambicionar a educação (engolir uma laranja), a coesão social (engolir duas laranjas), a formação profissional (engolir três laranjas), a reaproximação ao desenvolvimento da UE (engolir quatro laranjas) e o mérito nas nomeações para a administração pública (já não cabe mais nenhuma laranja), só falta o dr. portas vir dizer que tem um poster de abril na parede do quarto para já ter visto tudo em política.