maio 30, 2005

185

Na manhã de um autocarro Amadora-Lisboa percorria-se, entre condutor e alguns passageiros, uma animada discussão sobre malefícios e benefícios da colonização em Cabo Verde. Sempre a olhar a estrada pela frente, que o tempo desenha-se do asfalto premeditado. Os contributos iam-se retirando democraticamente, descendo a cada paragem. O último encerrou o debate despedindo-se do motorista:
- Não fique triste. Não conseguiram a dobradinha mas ficaram com o campeonato. Até logo.