março 05, 2005

Regressão

Os planos eram bons. A esperança impregnava o ar, adivinhando um novo mundo. Os bons rapazes tinham prometido começar a estudar a revolução cultural que urge ser feita pela direita liberal e conservadora.
De repente, passa um táxi com Freitas do Amaral a caminho do governo.
E os bons rapazes não resistem e correm a atirar-lhe todos os livros através da janela. Depois, entreolharam-se e abraçaram-se.
A revolução cultural terá de esperar pela reabertura das livrarias no dia seguinte.